Violet Lashian tem apenas um objetivo: Ser famosa em seu mundo. Mas quem nunca se seduziu por esse pensamento?
Ignorada pelas fadas de uma sociedade que preza a padronização, a jovem de cabelos roxos decide abandonar seu sofrimento em busca de um lugar entre as estrelas de Hollywood.
Bastidores de reality shows. Festas badaladas. Encontros amorosos com jovens milionários. Entrevistas em rede mundial. Fama instantânea, dinheiro e poder. De repente, a feérica se vê cercada pela realidade com que sempre sonhou. Mas será que Violet é capaz de manter a pureza de sua raça mágica em um mundo corrompido pelo deslumbre material? E quais seriam as reais consequências de sua revelação para a existência oculta de seu povo?
Descubra tudo isso lendo Feérica! O novo trabalho de Carolina Munhoz!

Vitrine_Post_nd_4

Feérica, o mais recente trabalho da querida Carolina Munhoz nos leva novamente ao mundo das fadas, mostrando a história de uma criatura avançada capaz de fazer coisas fantásticas com sua magia, e sua obsessão pela raça humana e seus costumes. O livro nos mostra várias fases de Violet Lashian em um período inferior a um ano. Vemos sua vida difícil como uma jovem incompreendida e vítima de Bullying apenas por querer vestir roupas diferentes e ter um cabelo de cor incomum. Na verdade uma cor mal vista por seu povo. Depois dessa fase, já no mundo humano, temos o típico caso do ET. Ela tem observado de longe e com admiração a nossa espécie, mas vê que as coisas são bem diferentes ao ver de perto. Vemos Violet tentando entender os hábitos e comportamento humanos em um dos habitats mais perigosos da espécie: Los Angeles. E por fim temos a fase onde as coisas deveriam ser mais fáceis mas acabam, por se tornar mais complicadas. A fama, sucesso e dinheiro. A maior magia do mundo humano.

1044074_598359850194411_72829079_n

Conforme ia lendo, ia simpatizando cada vez mais por Violet. Em Ablach via e entendia o sofrimento da menina. Deixada de lado na escola, sem amigos, e com uma mãe severa. Típico cenário para a jovem revoltada. Isso faz com que muitos que estão lendo se identifiquem com a personagem ao enxergar um pouco da própria juventude. Quando a fada chega ao mundo humano é inevitável torcer pelo sucesso dela. Neste ponto do livro quando a fama chega e começa o Reality Show, senti como se realmente estivesse assistindo a um. A convivência com esse tipo de show também ajuda a visualizar melhor as cenas. O mais legal foi ver a Fada de Carol Munhoz interagindo abertamente com os humanos e em certos (vários) momentos esquecendo um pouco de sua natureza mágica e aderindo a costumes muito carnais.Tudo pelo sucesso. Pude entender pela Violet como é poderoso o poder da Fama e dinheiro capaz de mudar e muito até a mais pura das pessoas. Vemos também como a mídia pode ser cruel e até onde os humanos são capazes de ir para manter suas riquezas e ganhar ainda mais. Do Inferno ao Céu e do Céu ao Inferno em um intervalo curtíssimo de tempo. Creio que da pra classificar assim o que acontece com fama descrita na história. O romance como sempre é um dos temperos dessa obra. Mas digo que até isso tornasse complicado com a fama ainda mais quando se é uma fada :). Estamos acostumados com o conceito de Casal Prometido em livros de fantasia. Pois é, a Pobre Violet penou bastante nessa parte, o que achei maneiríssimo. É raro ver uma jovem late-show-w-david-lettermanprotagonista se dando mal no amor em um “Conto de fadas”.Outro ponto interessante é a maneira como a história é contada. Sabemos que a narrativa está na terceira pessoa, mas o método usado para mostrar isso que é indicado no início de cada capítulo, torna as coisas mais interessantes.

Posso resumir Feérica como um livro muito divertido. Além de ter uma pegada um pouco mais séria em alguns momentos, ele traz uma mensagem para os leitores no final. Uma lição passada pela fada. Garanti bons momentos de leitura com uma história e protagonista muito cativantes e referencias nerds que me fizeram rir bem alto (vergonha alheia no transporte público…). Creio que é uma daquelas obras que conquista facilmente um leitor experiente pela simplicidade e ao mesmo tempo profundidade da protagonista. Como seria um conto de fadas no cruel mundo real? Depois de ter lido tenho uma ideia bem melhor sobre isso. Mais um grande trabalho de Carol Munhoz, e deixo avisado que se Violet Voltar pra uma nova temporada eu com certeza vou acompanhar!
PS:. Depois de ler fui atrás dos programas do Late Show with David Letterman. Cara, que entrevistas!

AN_Feerica

ERIC_ASS