“Vitor e Lu Cafaggi criaram uma história original, que conseguiu manter a essência dos personagens de Mauricio de Sousa de uma Forma pura, artística e dinâmica”. – Carlos Saldanha

turma-da-monica---lacos-fala-sobre-como-a-turma-de-mauricio-de-sousa-se-conheceu-1365714057387_956x500

Sinopse:

O Floquinho desapareceu. Para encontrar seu cachorro de estimação, Cebolinha conta com os amigos Cascão, Mônica e Magali e, claro, um plano “infalível”.

Em Laços, os irmãos Vitor e Lu Cafaggi levam os clássicos personagens de Mauricio de Sousa a uma aventura repleta de emoção, lembrança e perigos.

2317_historias03_dest

 

Esta é a mágica de uma boa história diz Saldanha (diretor de A era do Gelo 2 e 3, e RIO) no final do comentário que ganha a contra capa dessa Graphic Novel, ele não poderia ter sido mais preciso!

Laços têm a magia da infância, e é uma experiência de leitura que te trará uma torrente de belos sentimentos. Devemos isso a Maestria dos irmãos Cafaggi. Genialmente simples, é assim que eu classifico Laços, a delicadeza, e o carinho com que eles trataram a Turminha é de se aplaudir de pé, desde que li a primeira Graphic Novel do MSP (Mauricio de Sousa Por) Astronauta, do Danilo Beyruth já tinha entendido a proposta, e sabia que podia esperar a mesma qualidade das próximas edições, e mesmo com as expectativas lá em cima, os Cafaggi conseguiram me surpreender.

image

 

Lembro-me como se fosse ontem, quando Sidney Gusman (Editor do Selo) liberou as primeiras imagens da história, eu me apaixonei instantaneamente pela aqueles traços, o maravilhoso trabalho do Vitor eu já conhecia da ultima história da Graphic MSP 50 (Mauricio de Sousa por 50 Artistas), a história que ele criou para o Chico Bento é uma das minhas preferidas do álbum, já o traço da Luciana foi uma novidade das mais felizes, ela consegue transpassar a ternura de sua pessoa para a ponta do lápis com natureza. É impossível não ser tocado por todas as cenas da Turminha ainda bebê que ela desenhou com uma delicadeza invejável.

a-graphic-novel-turma-da-monica---lacos-sera-lancada-em-maio-1365714052536_956x500

 

Outra feliz surpresa foi descobrir o envolvimento da querida Priscilla Tramontano ( a Prips :3) no projeto, ela fez as cores bases para a arte final do Vitor, e quando perguntei a ela sobre a experiência, ela me alertou que eu iria me surpreender com a qualidade gráfica e claro com a grande história que os mineiros haviam criado.close_mauricio_DSC04161

Por falar em história, meu Deus que história, uma aventura no maior estilo Sessão da Tarde, e cheio de referências da mesma, algumas mais implícitas outras nem tanto, mas cada easter egg me arrancava um grande sorriso (prefiro não falar as referências para não estragar as surpresas). Laços é extremamente envolvente, você se importa e se preocupa com tudo que está acontecendo, os irmãos Cafaggi conseguiram manter a essência da Turma do Limoeiro e serem inovadores ao mesmo tempo, e em nenhum momento deixaram a peteca cair. Além de referências a filmes e coisas dos anos 80, tem muita referência a própria trajetória da Turminha, eles chegam a desmistificar grandes Mistérios que marcaram a carreira dos personagens, tudo com muita coerência, se forçar a barra.

Outra coisa muito emocionante é a homenagem que eles fizeram ao “titio” Mauricio no meio da história, é de marejar os olhos.

Temos que dar os parabéns a todos os envolvidos, e agradecer ao Gusman por escolher com Maestria quem pode brincar com os filhos do Mauricio, e aos artistas por respeitarem a grandiosidade da obra que são esses personagens e nos proporcionar releituras tão Tocantes.

Se Astronauta Magnetar explodiu minha mente com tamanha profundidade, maturidade e fundamentos científicos, Laços foi uma explosão de sentimentos com sua Nostalgia, delicadeza e simplicidade (jamais entendam simplicidade como algo ruim, A simplicidade é o último degrau da Sabedoria).

Sabe aquele sentimento de quando você resolve reassistir Os Goonies, De Volta Para o Futuro, ou Curtindo a Vida Adoidado? Vai ser o mesmo sentimento que vai te tomar quando você ler e reler essa que pra mim foi à melhor história em quadrinhos do ano até agora. É um ótimo investimento!

 

THE “BOB” SIDE

Avante Renegados, beleza?
Sim, não tem como ler uma obra como essa e não deixar um registro de como acabou sendo pessoal uma história como essa. Afinal, nada como um garoto perder o seu cachorro e seus amigos te apoiando, não deixando você ficar para baixo e te dando sempre força para não desistir de procura-lo.  Posso dizer que a nova linguagem de histórias do selo  ” GRAPHIC MSP” traz seus personagens de infância para uma atualidade que recupera a nostalgia das leituras de grandes histórias do gênio Mauricio de Sousa.

E por que esse tipo de envolvimento?
Bem, a minha família tem uma tradição a tempos de ter um cachorro na família ( hoje em dia, eu tenho dois, Sayid e Dexter). E a história  retratada em “Laços” me lembrou um episódio com o primeiro cachorro que eu tive, Marlon Black (Sim, essa é a segunda tradição da família, nomes inusitados). E quando eu era menor, eu tinha muito medo de trovões e relâmpagos. Então, morar em Sampa já viu, né?
Uma vez, a noite, chovendo pacas, eu estava apavorado pelos barulhos e a chuva forte, não conseguia parar de chorar e gritar. Mas o Marlon ficava me olhando, vinha pra perto e tentava me apoiar. Quando umas visitas chegaram em casa, pelo papo e falando muito alto, deixaram a porta aberta, e o Marlon fugiu. Eu simplesmente parei tudo e tentei ir atrás, mas minha mãe me segurou e um vizinho que passava na hora falou que iria atrás dele. Simplesmente todo o pânico sumiu, nada de choro, nem lágrimas  e nem piscava olhando pela janela esperando o vizinho chegar, e pouco me importando para a chuva, os trovões e relâmpagos.
30 min depois o vizinho volta com o Marlon totalmente molhado, e sem pensar duas vezes fui de encontro  simplesmente não conseguia largar. E dava pra ver em seus olhos que ele estava bem, meio assustado, mas estava bem ali agora. Meu irmão mais novo também chegou mais perto e ficamos todos ali, aliviados, e eu perdi o meu medo desde então.
Lendo Laços foi como voltar aquele dia, onde todo o seu mundo para, e você fica assim… vazio, porém mais corajoso e determinado. E tudo isso com apoio de amigos que sempre estiveram ali nas brincadeiras e tudo, mas quando você tem uma dificuldade ou problema, estão ali para ajudar. Não tenho só que recomendar essa HQ pela sua imersão, mas agradecer todo o carinho que foi dado em todas as páginas por todos os envolvidos nessa grande obra no qual vou guardar para os meus filhos e netos.
Não percam tempo aproveitem a viagem e se emocionem a vontade. Até mais!

 

 

Ass_Bruno-1024x173 (1)
@bruno_renegados

Ass_Bob
@bob_renegados