Vitrine_Post_JR_HAPPY

Muitas vezes nós nos surpreendemos quando um nome que a muito não se ouvia, do nada volta a fazer um sucesso estrondoso com um ou dois singles que não saem da cabeça. Mas e se disséssemos que o ele estava no topo das paradas o tempo todo nos últimos 8 anos, dá pra acreditar?

Como disse anteriormente, as vezes alguns gênios musicais calham de nascer nesse mundo pra trazer qualidade e estilos de vida para o povo, ou em alguns casos, (acredito que este seja um deles) você pode simplesmente querer muito e se esforçar até o limite para chegar lá.

Nos últimos meses, um nome se destacou fodamente no cenário da música internacional, e este nome é Pharrel Williams. O rapaz de pouco mais de 41 anos, não sai da boca do povo devido aos seus mais recentes trabalhos, como a produção e participação vocal e faixas do Albúm Random Access Memories do lendário Daft Punk, e seu mais recente álbum solo GIRL.
Pharrel assim como outros antes dele já demonstrava talento, desde pequeno sendo destaque na banda da escola com seu amigo Chad Hugo, tocando em uma banda marcial na faculdade e além de bom vocalista, multi-instrumentista sabendo tocar piano, sax e bateria.

Junto com o camarada Hugo, eles formaram um grupo chamado The Neptunes. Grupo este que alguns anos após a escola, iria se tornar um dos principais nomes da produção musical internacional. Ainda na escola eles foram descobertos por Teddy Riley que após o término do colégio logo tratou de traze-los para seu estúdio. Pra quem não sabe quem é Teddy Riley, basta pesquisar o nome dos produtores de junto com Michael Jackson deram vida a Dangerous, Invincible e History. É… ele não é fraco.
Durante os anos 90. Os Neptunes, produziram ocasionalmente faixas e álbuns pra si mesmos e para outros artistas em ascensão emplacando uma coisinha ou outra, fazendo o que curtiam e sendo modestamente recompensados por isso. No final da década, Pharrell conheceu a Destiny Child, Kelis, e ajudou-a na produção de um álbum. Ali foi o começo do que viria a ser algo grande.

Do fim dos anos 90 até 2004 e The Neptunes, esteve envolvido na produção e mixagem de dezenas de álbuns de artistas grandes de todos os gêneros. O grande bum desta época embora ainda forte no Rap, pertenceu ao R&B e pop, gênero que Pharrell se especializou. Britney Spears, Mariah Carrey, Nelly, Kelis, Madonna, Snoop Dogg, Jay-Z e outros mais… Pharrell E Hugo estavam lá em todos as produções. Algumas vezes atuando em remixagens e produção musical técnica e outras com participações vocais e até em vídeo clips. Poucos lembram mas, esse mesmo Pharrell que conhecemos já apareceu em outros clipes como Special Feature! Lembram disso?

Pode-se dizer sem medo de ser feliz que Pharrell sempre esteve nas paradas durante todo esse tempo, só que de outras maneiras. O conhecimento técnico musical desse cara é de um nível impressionante, afinal a maioria dos grandes astros da atualidade tem pelo menos 1 faixa com o nome dele/sua equipe nos créditos.

Atualmente, em um projeto solo, o que seria o seu segundo álbum solo (o primeiro não foi muito bem sucedido) ele finalmente usa 100% de sua genialidade para si mesmo. Após o estrondoso sucesso que fez com Get Lucky no álbum da dupla de robôs DJs, ele vem com um Happy conquistando o mundo com essa zica que não sai da cabeça (por que é muito boa mesmo, admito).

Fica aqui mais uma indicação de um bom artista se bem que atualmente ele está tão conhecido que nem preciso indicar a sua melhor obra solo até então.

Só a título de curiosidade, entrem no http://24hoursofhappy.com/ E entendam o trabalho que foi fazer o clipe desta música.

Valew Flws!!!

ERIC_ASS