Vitrine_JS

Fala galerinha renegada! Beleza?
Esta na hora de mais uma Jukebox Renegada e hoje vim falar brevemente de uma cantora que estou completamente viciada: Joss Stone!

Joscelyn Eve Stoker, nascida em Dever, Inglaterra, é uma cantora de Soul Music e R&B e é dona de uma vozes que eu mais admiro na atualidade.

Explico: nosso cenário musical mainstream deixa (e muito) a desejar. Em uma época em que músicas pop e eletrônica chegaram engolindo qualquer um, Joss apareceu, tímida, para salvar nossos ouvidos! A cantora, com apenas 27 anos, já vendeu mais de 13 milhões de álbuns e segue crescendo nos tops musicais.

E como não se apaixonar por sua personalidade? Além, claro, da voz magnífica, a moça ainda mostra que sim, é possível construir uma carreira sólida no meio musical sem nenhum tipo de abuso, álcool ou droga. Admiro muito pessoas com essas atitudes.

Aliás, por falar em atitudes, a cantora rompeu o contrato que tinha com sua gravadora, EMI, pois, segundo a mesma, em uma entrevista para um programa da BBC, “Eles diziam até a cor do cabelo que eu devia ter, as roupas, etc. Quero ser eu mesma.

Aplaudo de pé, Joss. Sério!

Mas vamos lá, isso aqui não é uma revista de fofocas. Vou fazer uma pequena apresentação de cada álbum, em linha cronológica. Bora?

2003 – The Soul Sessions

Joss_Stone_-_The_Soul_Sessions

Primeiramente, para uma cantora iniciante, regravar músicas como I’ve Fallen in Love With You (Carla Thomas), All the King’s Horses (Aretha Franklin) e Some Kind of Wonderful (John Ellison) é preciso ter muita, mas MUITA coragem. Mas Joss Stone, com muito talento, faz um disco que é uma belíssima homenagem à música soul.

Não há, em nenhuma faixa, aquela “forçada na amizade”, aquele overworking para parecer que a cantora é uma prodígio (embora ela seja mesmo rs). Todo o disco é muito humilde e simplesmente perfeito. As músicas foram feitas de maneira verdadeira, que tiram o fôlego e mostram que the soul is alive, bitches!

Observação: a cantora tinha apenas 16 anos quando o álbum foi lançado. Se você tinha alguma dúvida do talento dela, essa é a hora de se impressionar.

2004 – Mind Body & Soul

Joss_Stone_-_Mind,_Body_&_Soul

O ponto do primeiro álbum, Soul Sessions, foi para consagrar a jovem cantora no meio musical, conseguindo, com maestria, inseri-la no ramo, com muita credibilidade.

Já o segundo disco, só o nome já mostra o nível do conteúdo. As músicas foram feitas com um equilíbrio entre a mente, o corpo e a alma. E, meus caros, ela consegue mostrar esse ponto em todas as faixas. Isso é incrível!

O resultado? Diria que é um álbum hipnotizante, sedutor. Deixo destaques para as faixas You had meDon’t Cha Wanna Ride, que são extremamente viciantes. Aqui, mais uma vez, podemos ver que Joss vive suas músicas, não apenas as canta.

2007- Introducing Joss Stone

Introducing_Joss_Stone_album_coverO álbum, nomeado como uma introdução, é realmente uma mudança de ares.

Apesar dos dois primeiros discos serem um sucesso, a cantora indica que foram feitos por pura pressão da gravadora e que estava deixando de lado suas próprias crenças. Agora, já com 19 anos, a cantora pode, finalmente, mostrar ao mundo a que veio.

O disco já começa com um áudio da ator  Vinnie Jones falando sobre mudanças. Opa, vamos ver o que ele tem a dizer?

Sabe, eu sei mudar
Eu vejo mudança
Eu encaro mudança
Tudo o que fazemos é mudar
Sim, eu sei mudar

Nós nascemos pra mudar
Às vezes nós consideramos isso como uma metáfora
Isso reflete no jeito que as coisas devem ser

De fato, mudança leva tempo
Isso excede expectativas
Isso requer o agora e o depois
Olha, se bem que os músicos mudam
E a verdade é que
Você precisa ter coragem pra mudar

Nas palavras da cantora: “meu eu verdadeiro. É por isso que eu o chamo de Introducing Joss Stone. São as minhas palavras e isto é o que eu sou, como artista”.

Here lady, you can take my Like.

O álbum tem as músicas que eu mais gosto da carreira da cantora. HeadturnerTell Me What We’re Gonna Do NowPut Your Hands on MeBad Habit, Baby Baby Baby e até a baladinha What Were We Thinking, são todas geniais.

2009 – Colour Me Free!

Joss_Stone_-_Colour_Me_Free!_album_cover

Gente, o quarto álbum da cantora foi escrito e gravado em UMA SEMANA!

Eu meio que acordei em uma manhã e queria fazer um álbum“, são as palavras dela. Apenas isso. Soa como algo fácil, não é?

E isso mostra, mais uma vez, seu talento. O álbum, talvez por ter sido feito rapidamente, parece ser um pouco cru. Não, isso não é ruim, muito pelo contrário, soa genuíno. As músicas parecem que foram gravadas durante uma jam session, algo mais para se divertir mesmo.

2011 – LP1

LP1_(Joss_Stone_album)

Como eu disse lá em cima, foi depois de Colour Me Free que Joss rompeu o contrato com a EMI, lançando sua própria gravadora, Stone’d Records.

Claramente, podemos ver o quanto isso afetou a carreira da cantora.

O álbum tem pegadas de rock, blues e pop-rock mas sem perder a identidade soul, que a consagrou como artista.

O resultado é um disco bem diferente de seus precedentes mas, ainda assim, um resultado muito bom e com nível muito acima de outros discos por aí.

2012 – The Soul Sessions Vol. 2

TheSoulSessionsVolume2

Novamente, a cantora mostra sua personalidade forte quanto à música.

Com uma seleção de músicas bem características, como Pillow Talk (Sylvia Robinson) e (For God’s Sake) Give More Power To The People (Chi-Lites), que são bem diferentes, ela mostra que, embora tenha se desviado um pouco do curso em LP1, ela ainda não perdeu sua essência.

É impossível não admirar o poder da voz da cantora e o álbum volta sua alma soul.

Deixo destaque para a regravação da música de Chi-lites porque PQP, escutem isso!

Bem, e essa foi a minha primeira Jukebox (inserir risos nervosos aqui, porque eu escrevi pra caramba) sobre uma artista que eu realmente admiro muito, não somente por sua voz estonteante mas por sua personalidade realmente cativante.

O ramo musical não é para qualquer um e Joss Stone dá tapas na cara da sociedade.

Como se não bastasse, termino aqui com a música que ela cantou no álbum Killer Queen: A Tribute to Queen, apenas porque isso deve ser passado a todo mundo, porque é MUITO BOM!

Espero que tenham gostado, deixem seu comentário e até a próxima. /o/

My Twitter: @jossstone