Vitrine_Post_JR_BROADWAY

Geralmente as pessoas que não conhecem tem um certo preconceito com musicais… aquela pegada de falar cantando durante duas horas, ou sempre que algo acontece, uma canção aparece junto. Mas venho dizer que nem todo musical, é ruim ou chato! Existe um lugar, mais precisamente uma avenida numa das maiores cidades do mundo que produz não só grandes shows mas alguns dos maiores talentos do mundo artístico de todos os tempos.

Vou listar aqui alguns dos que eu mais gostei ao longo das eras, e que fique de indicação para quem não conhece ou quem tem curiosidade:

Chicago

broadway1

Este aqui é um dos clássicos da Broadway que traz um ambiente meio Noir da antiga e perigosa Chicago gangster.
A promessa de aventura e oportunidades e Chicago, fascina Roxie Hart, uma artista aparentemente Ingênua, que sonha em cantar e dançar, mudando a sua vida monótona. O seu maior desejo é seguir os passos da famosa Velma Kelly, estrela de Vadeville. Roxie consegue realizar seu sonho quando alguns passos mal dados colocam ambas, a estrela e a aspirante, na prisão, sob a acusação de assassinato… É interessante nesta história como ela muda de conto de fadas para, suspense e drama muito de repente.

Victor & Victoria

broadway2

Baseado no filme de 1982, também protagonizado pela poderosa Julie Andrews, este é um espetáculo que lança um olhar divertido sobre a natureza do amor e da eterna batalha entre os sexos. Escrito e dirigido pelo já aclamado Blake Edwards, o musical conta a história de Victoria, uma atriz desempregada que se transforma em Victor, tornando-se a sensação dos cabarés de Paris, fazendo se passar por um transformista. Em resumo, uma mulher que se faz passar por um homem que se faz passar por uma mulher diante do público. Por isso ela convence…

Jekyll & Hyde

broadway3

Um cientista que se transforma em um assassino psicopata, esta história que foi imortalizada por Robert Louis Stevenson ganha nova vida nos palcos da Brodway onde ficou durante anos em cartaz. A guerra interior do Dr. Jekyll contra sua própria criação e alter ego do mal, Mr. Hyde, é protagonizada em sua mais famosa apresentação (Acreditem se quiserem) por David Hasselhoff (o cara do Bay Watch) e a história original, vale lembrar, foi a principal inspiração para a criação do Incrível Hulk!

Cats

broadway4

Este é provavelmente um dos musicais que mais tempo ficou em cartaz na história da galáxia!
Muitos dizem que trata-se do maior musical da Broadway, com suas músicas contagiantes, história muito bem roteirizada e coreografias malucamente perfeitas onde todo mundo esta fantasiado de gato!
Numa noite especial todo ano, todos os gatos Jellicle encontram-se no Jellicle Ball onde seu líder sábio e benevolente, o Velho Deuteronômio, faz uma escolha e anuncia qual deles irá para um lugar chamado Heavyside Layer, onde renascerá para uma nova vida.
Lembrando apenas que o musical foi baseado numa história escrita pelo próprio T.S. Eliot!

Smokey Joe’s Cafe

broadway5

Este é de longe o musical da Broadway que mais gosto, por não se tratar exatamente de uma historia com personagens principais e roteiro bem escrito. Este musical tem por finalidade homenagear a dupla de compositores Leiber e Stoller. Quem são esses caras? Só os responsáveis por um terço da carreira de todos os grandes nomes da música dos anos 60 e 70 (sim, estou incluindo Elvis e Beatles nessa lista também). Ainda vou fazer um Jukebox só sobre esses dois. São mais de 40 clássicos do Rock apresentados com uma banda incrível e cantores fodas. Atenção especial ao quarteto principal que canta uma música sobre a própria Broadway no espetáculo e representam exatamente o que esta obra quer passar.

E como não poderia faltar…

O Rei Leão

broadway6

Muitos filmes da Disney viraram musicais de sucesso da Broadway como A Bela e a Fera, Aladdin e Fantasia. Mas nada, é igual a esta experiência… Para aqueles que conhecem o filme tão bem quanto eu, mesmo sabendo da reputação grandiosa que este show tem lá fora no resto do mundo, fica meio com o pé atrás de ver como vão adaptar um filme com animais para humanos, e manter a forte ideia do Leão na representação, por mais que a história contada em o Rei Leão seja uma história completamente humana. Pois bem fui exatamente com este receio para assistir o espetáculo e me mantive com ele até os 10 últimos segundos antes de o mesmo se iniciar. Quando vi o Sol nascendo no palco acompanhado pela potente voz de Raffiki, me convenci instantaneamente de que aquilo faria jus a tão grande reputação.
Nada que eu escreva vai dar a ideia exata do que é a experiência de assistir a um espetáculo deste porte ao vivo, por isso, se tiverem a oportunidade, vão ver enquanto ainda está em cartaz!

ERIC_ASS