vitrinepost1

Avante, galera renegada! Antes de qualquer coisa: sim, o season premiere estava sumido e sim, está de volta!

Agora, vamos ao que interessa!

“Invisível, indestrutível e impossível de escapar” – Essa é a definição da misteriosa redoma que brotou (essa é a única palavra que me pareceu correta para esse ocorrido) em volta da pequena cidade de Chester’s Mill.

img1

Uma coisa que eu adorei nessa série, baseada no livro de mesmo nome do nosso querido gênio Stephen King, foi o fato de ter muitos personagens e tramas, inicialmente, paralelas que acabam se juntando, tudo por causa dessa redoma.

Vou falar dos personagens que tem mais foco na série do modo como eles são apresentados no piloto, porque não quero ser responsável por spoilers. São eles Dale “Barbie” Barbara (incrível como um cara chamado Barbie por 13 episódios consegue ser tão masculino) que simplesmente abre o primeiro episódio da série apenas, eu disse apenas, enterrando um corpo! E isso não é um spoiler, porque essa é a primeira cena da série. Joe McAllister o garoto (muito) esperto que encontra Barbie quando a redoma aparece. Big Jim Rennie, o vereador da cidade que já aparece metido com alguma coisa (nada legal) ligado ao estoque de propano da cidade. Junior Rennie, o único que recebeu um apelido carinhoso de mim: Psicopatinha. Filho do vereador, ele namora a irmã de Joe McAllister, Angie, e pelo jeito faria tudo para ficar com ela… E eu vou deixar assim para deixar a curiosidade pelo apelido. Julia Shumway, a jornalista curiosa do jornal local. E claro, Norrie Calvert, a garota rebelde que ficou presa na cidade com suas mães quando estavam a caminho de um acampamento para garotas mal-criadas (pelo que eu entendi).

De início, a trama é focada no psicológico desses personagens, e outros, presos dentro da redoma. O que me decepcionou um pouco (só um pouco) foi que esse foco foi perdido ao longo dessa primeira temporada e tinha uma premissa MARAVILHOSA!

A partir de alguns episódios no meio da série, o gênero começou a mudar de drama psicológico para ficção, fantasia, mas isso não modificou a fodasticidade (eu invento palavras e vocês entenderam o que ela significa) dela.

Galera renegada que leu o livro, eu gostaria de pedir para vocês assistirem essa série como apenas uma série, não ligando os eventos ou os personagens aos do romance. Adaptações são feitas para mudarem de rumo, então não assista o piloto já julgando. Espero que você que assistiu antes ou depois de ler esse Season Premiere, deixe a sua opinião sobre a série nos comentários, porque eu adoro feedback!

A segunda temporada de Under The Dome começa no dia 30 de junho desse ano e estamos todos esperando que esteja no nível, ou de preferência, melhor do que a primeira.

bea