Capa

Avante Renegados!!! Iniciando mais um X1, venho falar não de um jogo mas de uma obra prima. Iniciada lá no longínquo ano de 1997, essa franquia passou por transformações e evoluções até chegar hoje em um dos jogos mais vendidos de toda a história videogamística! Quer dirigir carrões modernos e clássicos? Quer bancar o trabalhador honesto? O bandido cruel? O piloto de aviões??? Sim, você pode fazer tudo isso em Grand Theft Auto V.

Antes de falar de mais uma pérola de encerramento desta geração vamos relembrar por um minuto do que veio antes. Nem todos se lembram de do GTA original para PlayStation 1 mas aquele já foi um jogo revolucionário para a época. Já havíamos visto jogos onde você pode bancar o bandidão antes mas não com o nível de liberdade e “Diversão” do GTA. Atravessando a geração vimos a estréia do mundo 3D com Grand Theft Auto 3, Vice City e o tão popular San Andreas. Estes que permitiam um nível de liberdade ainda maior nos gigantes sandbox inspirados nas cidades de New York, Miami e Los Angeles respectivamente. O que lembramos com maior facilidade é o San Andreas devido ao fato de ser o maior da geração passada com o maior território a ser explorado (com réplicas de Los Angeles, Las Vegas e São Francisco) e um dos mais comentados de sua época.

Finalmente chegamos a geração atual onde somos apresentados ao universo em HD com o protagonista Nico Bellic de volta a Liberty City em GTA IV, mantendo a tradição de games divertidos com um protagonista envolvido em assuntos não tão honestos… E no dia 17 de setembro Chegou a nossas vidas o 5°episódio da série, trazendo novamente aquele estilo de jogo já bem sucedido com novidades magníficas no incrível cenário de Los Santos. O principal de GTA V, que chamou a atenção dos fãs a primeira vista foi o fato de haver a possibilidade de jogar com 3 protagonistas diferentes, alternando entre eles durante a missão ou durante o modo FreeWay. São eles Michael, Franklin e Trevor. Cada um possui uma história própria a ser seguida no jogo com seus próprios personagens secundários e em determinados momentos a história dos três se interliga em missões conjuntas. Vou contar que este GTA me surpreendeu pela profundidade da história dos personagens e como o contraste entre suas personalidades faz com que você não enjoe de jogar. Michael é o típico pai de família estressado com uma esposa adultera, um filho preguiçoso e drogado, uma filha piriguete e muitos dólares em sua conta bancária. Franklin me faz lembrar muito o C.J. do antigo San Andreas. O típico HomeBoy que luta por sua gangue na rua, tem péssimas amizades e só quer uma grana fácil e recuperar a sua namorada que o trocou por um médico (that bicth!). Ah sim, e tem um rottweiler chamado Chop no quintal de casa. E Trevor, bem… Em todo grupo de amigos tem que haver um psicopata maluco e frenético. Dá pra resumi-lo assim.

GTA-V

A jogabilidade ainda é muito semelhante ao GTA IV. Nada mudou muito no quesito de correr (a pé, de carro, caminhão, moto, jetski, barco, guindaste, avião, helicóptero e etc.) Os controles permanecem os mesmos aos quais já estávamos acostumados. Houveram algumas adições para facilitar a nossa vida como o Fast Save acessível pelo celular dos personagens, e as habilidades especiais de cada um, que podem ser usadas para facilitar determinadas ações por um período limitado de tempo definido através de uma barra de energia. A internet 4G é uma realidade em GTA V, podendo receber e responder emails, consultar a sua conta bancária e até comprar e vender ações no mercado vejam só! Falando em internet, outra coisa que promete é o modo online deste GTA com lançamento marcado para o dia 1° de Outubro. O GTA IV Online provou-se bem divertido com vários métodos de jogos cooperativos ou PVP. Esperamos realmente muuuito deste novo modo online (nível de animação ao máximo). Outro ponto a ser destacado neste GTA é o seu gráfico em comparação com seu antecessor. O tapa que o pessoal da Rockstar North deu na qualidade visual deste game ficou épico, afinal tratando-se de um jogo de mundo aberto com um cenário deste tamanho é compreensível que o gráfico não seja perfeito. Mas para estes padrões, GTA V surpreende.

É difícil falar deste jogo sem expressar pelo menos um pouco de fanboyzismo (juro que não é por querer). Mas para quem acompanha a franquia desde 1997, GTA V é um prato cheio de referências e horas garantidas de diversão. Admito que uma das primeiras coisas que fiz quando comecei a jogar foi procurar a Grove Street pra ver se a casa do C.J. Ainda estava lá. Mas como os produtores da série informaram, a geração passada foi deixada pra trás. E vendo o nível deste jogo, tenho certeza de que posso esperar grandes coisas para os próximos títulos!

ERIC_ASS